COMPREENDER E GERIR A SEGURANÇA DO DOENTE NA PRESTAÇÃO DOS CUIDADOS HOSPITALARES

  • Início
  • Formação
  • Compreender e Gerir a Segurança do doente na prestação dos Cuidados Hospitalares
Compreender e Gerir a Segurança do doente na prestação dos Cuidados Hospitalares
2020-10-08 Formação à Distância
Compreender e Gerir a Segurança do doente na prestação dos Cuidados Hospitalares.png

Descrição

DATA

8, 9, 15 e 16 de outubro de 2020


DURAÇÃO

14 horas ( 3h30/dia)


LOCAL

Região Centro. Formação à Distância  ( sessão síncrona, plataforma Zoom)


HORÁRIO

Das 16h00 às 19h30


FORMADORA


Margarida Eiras

  • Doutora em Saúde Pública, especialidade de Política, Gestão e Administração da Saúde, ENSP-UNL 

  • Mestre em Gestão da Qualidade dos Serviços de Saúde, Universidade de Múrcia, Espanha

  • Mestre em Gestão dos Serviços de Saúde, no INDEG/ISCTE

  • Licenciada em Radioterapia, ESTeSL, IPL

  • Docente do Ensino Superior Politécnico, Professora Adjunta, ESTeSL, IPL 


OBJETIVOS

  • Reconhecer a importância da qualidade e segurança na saúde

  • Compreender os conceitos da segurança do doente

  • Aplicar uma nova cultura de segurança do doente


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Estratégia  Nacional  para Qualidade em Saúde; Plano Nacional para a Segurança do Doente

  • Segurança do Doente: Evolução Histórica, Conceitos; Processos de gestão de risco clínico; Iniciativas internacionais e locais

  • Cultura de Segurança do Doente : Conceitos de cultura organizacional e de segurança; Dimensão da cultura de segurança; Gestão da mudança de cultura; Desenvolvimento de uma cultura de segurança.

  • Avaliação da cultura de segurança


REQUISITOS OBRIGATÓRIOS

  • Ter vínculo a uma organização de saúde, pública ou privada, independentemente da região onde esta se situa;
  • Ter a morada de residência na Região Centro.


INSCRIÇÃO

A inscrição é gratuita e efetuada através do formulário em anexo. O formulário de inscrição deverá ser devidamente preenchido e enviado para geral@apdh.pt 


PÚBLICO-ALVO

Médicos, enfermeiros, técnicos de diagnóstico e terapêutica, técnicos superiores, gestores, assistentes técnicos e operacionais, outros técnicos/profissionais de saúde.


FORMANDOS

O número de formandos por curso é de 15, podendo eventualmente ser alargado para um máximo de 20.