Avaliação da Cultura de Segurança do Doente nos Hospitais Portugueses

No sentido de dar continuidade à Avaliação da Cultura de Segurança do Doente nos Hospitais e dando cumprimento à Norma 05/2018, o período de inscrição das Instituições Hospitalares decorreu em fevereiro de 2018, e o período de resposta ao Questionário decorre entre março e abril. O questionário destina-se aos profissionais que desempenham funções nas Instituições Hospitalares, independentemente da categoria profissional e do vínculo contratual.

Os hospitais, através desta metodologia para a avaliação da cultura de segurança do doente e perante os resultados obtidos, têm a possibilidade de:

1) Diagnosticar a sua cultura de segurança, para identificar áreas de melhoria;

2) Avaliar o impacto na segurança dos doentes, de intervenções e programas e monitorizar mudanças ao longo do tempo;

3) Efetuar benchmarking interno e externo;

4) Elaborar e/ou complementar relatórios, com vista aos processos de certificação e acreditação nos domínios da qualidade e segurança dos serviços de saúde;

5) Cumprir requisitos regulamentares ou diretivas, nomeadamente, as recomendações da União Europeia;

6) Identificar indicadores que ajudem a implementar, no hospital, projetos centrados na segurança dos doentes;

7) Identificar problemas na cultura de segurança dos doentes, a partir dos quais se possam determinar abordagens e métodos de melhoria contínua da qualidade dos cuidados prestados;

8) Identificar e aperfeiçoar formas de cruzar e combinar os dados sobre a cultura de segurança com outras fontes de dados sobre a segurança dos doentes e qualidade dos serviços.

Em 2016, o período de resposta ao Questionário decorreu entre 15 de janeiro e 15 de junho de 2016 tendo participado profissionais de Hospitais do SNS, Hospitais Privados e Hospitais dos Açores.

Em 2014, alargou-se a avaliação da cultura de segurança a todas as unidades de saúde e pretende-se, nos anos seguintes, repetir esta avaliação, promovendo, assim, a melhoria da cultura de segurança nas instituições hospitalares portuguesas e a avaliação do impacto das ações implementadas.

O presente relatório visa apresentar e analisar os resultados do estudo realizado em cinquenta e cinco unidades hospitalares em Portugal, no ano de 2014, no âmbito da Norma nº 025/2013, de 24 de dezembro, "Avaliação da Cultura de Segurança do Doente nos Hospitais".

Em 2013, foi elaborada a Norma nº 25/2013, bem como o documento de apoio à implementação do projeto - Tutorial e para cumprimento da mesma, entre o dia 1 de abril e 31 de agosto de 2014, decorreu o período de resposta ao Questionário que foi preenchido por profissionais que desempenham funções nos Hospitais do SNS e Hospitais privados, independentemente da categoria profissional e do vínculo contratual.

Em outubro de 2011 foi realizada uma reunião com as ARS e unidades de saúde para apresentação dos resultados preliminares do estudo piloto efetuado e para apresentação do SNNIEA.

Relatório

Programa da Sessão e Apresentações

"Cultura de Segurança"
Ana Cristina Costa, Chefe da Divisão de Segurança do Doente

"Uma ideia, um projecto"
Ana Escoval, Presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar

"Apresentação de Resultados Estudo Piloto de Cultura de Segurança do Doente em Hospitais Portugueses"
Margarida Eiras, Coordenadora do Estudo “Avaliação da Cultura de Segurança do Doente em Hospitais Portugueses"

"Apresentação do Sistema Nacional de Notificação de Incidentes e Eventos Adversos"
Carlos Henriques, Coordenador do Sistema Nacional de Notificação de Incidentes e de Eventos Adversos